INICIAL NOSSA RÁDIO EQUIPE NOTÍCIAS PROGRAMAÇÃO FALE CONOSCO

 

MAIS LINKS

COTIDIANO:


22/09/2015 00:45:00 - Atualizado em 22/09/2015 00:47:00 -

Juiz aprazivelense recebe prêmio de literatura da Academia Paulista de Letras

Magistrado de Monte Aprazível, Robledo Matos Alves de Morais, foi premiado com a crônica “O menino e a vida”

Esposa do magistrado, ao centro Gabriel Chalita e Dr. Robledo

A Academia Paulista de Letras (APL) foi palco, na noite desta quinta-feira (17/9), de uma verdadeira festa literária entre magistrados, escritores e autoridades convidadas para a entrega do Prêmio de Literatura para Juízes, concurso realizado em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e a Associação Paulista de Magistrados (Apamagis).  A abertura foi feita pelo presidente da APL, Gabriel Chalita.

Em seu discurso, ele declarou que a literatura nada mais é que a história dos sentimentos. “É a capacidade que o ser humano tem, de uma forma singela, de percorrer um pouco as vias das dores, das angústias e também das alegrias em forma de verso, poesia e prosa. E é muito gratificante ver quando os juízes saem do aspecto técnico do seu dia a dia, de suas sentenças, para se debruçarem em sentimentos”, declarou ao enfatizar que essa edição será a primeira de muitas. “Ninguém é um bom escritor se não for um bom leitor e o juiz reúne essas qualidades ao conseguir transferir as emoções por meio da palavra”, finalizou.

O presidente Jayme de Oliveira, ao agradecer os responsáveis pela organização do projeto, disse também que serão desenvolvidas outras atividades como essa que possam gerar resultados positivos e de satisfação para os magistrados. “Fiquei muito honrado com a participação dos juízes”, finalizou. Oliveira nominou os responsáveis pelo desenvolvimento do prêmio como Antonio Clementin, da APL, na coordenação, sob a supervisão da juíza Hertha Helena Rollemberg Padilha de Oliveira, diretora da Apamagis, e o juiz Ricardo Felicio Scaff, assessor da presidência do TJSP, além do presidente do TJ, Renato Nalini, e Gabriel Chalita.

Durante a cerimônia de premiação, todas as obras foram interpretadas pela atriz Ana Luísa Lacombe que deu um toque especial para cada texto.

Compuseram a mesa a o presidente da Apamagis, Jayme de Oliveira; o presidente da APL, Gabriel Chalita; o juiz Ricardo Felicio Scaff, que representou o presidente do TJSP; a escritora Anna Maria Martins; e o escritor José Fernando Mafra Carbonieri, ambos da APL.

Conheça as obras vencedoras:

POESIA
1º lugar – Juiz José Luiz Fonseca Tavares – obra: Soneto - de São Paulo
2º lugar – Juiz Cassio Ortega de Andrade – obra: Cachorros coxos  - de Ribeirão Preto
3º lugar – Juiz Antonio Seabra da Cruz Netto – obra: Travessia - de Garça

CRÔNICA
1º lugar – Juiz Robledo Matos Alves de Morais - obra: O menino e a vida – de Monte Aprazível
2º lugar – Juíza Patrícia Pires - obra: Entre porquinhos, padre e almoço no júri – de Santo André
3º lugar – Juiz André Gonçalves Fernandes - obra: Infidelidades Póstumas – de Campinas

CONTO
1º lugar – Juiz Erson Teodoro de Oliveira - obra: Raízes - de Valinhos
2º lugar – Juiz Davi Capelatto - obra: A festa - de São Paulo
3º lugar – Juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi - obra: Simbiose - de São Paulo

Menções honrosas:
Juíza Danielle Martins Cardoso – obra: Veneno - de São Paulo
Juis Antônio Mário de Castro Figliolia – obra: O Balão - de Campinas

Mais Fotos:

Ao fundo Magistrados Premiados e Comissão de premiação à frente






RÁDIO CIDADE FM 87,9
Rua Mário Bailone nº 09 - Recanto das Águas - Monte Aprazível-SP - Telefone: (17) 3275-1464
PortalSQL v - Locado por: © 2000 ProdutoraFerreira.com.br - Todos os direitos reservados.